Dia 23 – Suportar as Perseguições por Cristo e Ser Verdadeiramente Feliz

“Nós vos suplicamos, ó São Miguel Arcanjo, chefe das milícias angélicas, pelos cristãos que são perseguidos no mundo. Que o sacrifício deles, unido ao sacrifício de Cristo, lhes conceda a vida eterna. Amém!”

(Fonte: Quaresma de São Miguel Arcanjo 2020 – Ed. Paulus)

“Bem-Aventurado”, na Bíblia, é sinônimo de “Feliz”. Quando lemos que alguém é bem-aventurado podemos ter a certeza que essa pessoa é Feliz Verdadeiramente, ou está no caminho correto para a Felicidade Verdadeira. Nestes dias (já se passaram 22) falamos (e continuaremos falando) muito da Felicidade Verdadeira, a Felicidade que não é passageira, mas Eterna. Felicidade não é o mesmo que ausência de tristeza e sofrimento, no sentido mundano. É possível sofrer, ser perseguido, caluniado, flagelado e passar por muitos tipos de sofrimento e ser Verdadeiramente Feliz.

Isso podemos constatar quando Jesus proclama as Bem-Aventuranças, no Sermão da Montanha. Lendo o sermão não é raro nos espantarmos com tamanhas contradições aparentes. “Aparentes”, pois nossa mente não é capaz de compreender muitos mistérios (inclusive esse do sofrimento e felicidade) exceto aqueles que Deus quiser nos revelar.

Olhamos para os lados e vemos como somos rejeitados e rechaçados. Como tentam o tempo inteiro fazer com que sintamos vergonha de Proclamar Nosso Senhor Jesus Cristo, de dizermos que somos Católicos, que vamos à Missa todos os domingos e deixamos de fazer tudo para irmos à Igreja. Como somos inibidos a dizer que vivemos a castidade, que somos contra o uso de contraceptivos, pois isso mata o Verdadeiro Amor, e como não gostamos de certos tipos de “brincadeirinhas” e “insinuaçõezinhas”.

Sim! Nós somos assim! E somos assim por causa de Jesus Cristo que disse para sermos assim. Não importa se o mundo é contra, o que o mundo acha de nós ou nos julga condenando e chamando de algum adjetivo para estimular que sintamos vergonha.

Agindo dessa forma estamos buscando e nos aproximando cada vez mais da tão buscada Felicidade, a Felicidade Verdadeira, essa Felicidade que os mundanos buscam e nunca encontram e ficam girando correndo atrás dela como um cachorro que corre atrás do próprio rabo.

Se nós cremos em Cristo… e nós CREMOS! Se nós cremos que Jesus é Deus… e nós CREMOS! Jesus Cristo como o próprio Amor Encarnado, não pode nos levar para outro lugar senão o lugar da Felicidade Verdadeira. E o caminho não é fácil, como podemos verificar nas “Bem-Aventuranças”. Mas, Bem-Aventurados aqueles que as toma como Verdade e as segue!

“Bem-Aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo mal contra vós por causa de mim. Alegrai-vos e exultai, porque grande é a vossa recompensa nos céus; pois deste modo perseguiram os profetas que vos precederam. Vós sois o sal da terra. Se o sal perder o sabor, com que será salgado? Não servirá para mais nada, senão para ser jogado fora e pisado pelos passantes. Vós sois a luz do mundo. Uma cidade situada sobre a montanha não pode ficar escondida. Nem se acende uma lâmpada para coloca-la debaixo da caixa, e sim sobre o candeeiro, onde ela brilha para todos os que estão na casa. Assim também brilhe a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem o vosso Pai que está nos céus”. (Mt 5, 11-16)

No caminho da Felicidade Verdadeira seremos perseguidos (fisicamente e/ou moralmente), mas grande será a nossa recompensa no Céu. O que não podemos fazer é nos escondermos, nos anularmos, deixar que o mal tome conta por causa da nossa omissão. Não podemos ser sal insosso ou luz escondida. Não podemos nos calar diante do atentado à Verdade que pode levar muitos ao erro. Se assim fizermos, diz a Palavra, iremos prestar conta disso na Eternidade.

Nós temos que fazer brilhar a Verdade! A Verdade Liberta, embora possa ser dolorosa. Nós temos que ser vistos, para que o Pai se glorifique em nós! Mas, cuidado! Não é para nos mostrarmos de forma vaidosa! Não é para nos gloriarmos por causa de qualquer coisa. Não é para soberbamente buscar o sofrimento que não nos cabe! Só não podemos nos esconder, pois o brilho e o sabor são naturais e não depende de nós, não é mérito nosso, mas de Jesus Cristo.

“Se o mundo vos odeia, sabei que primeiro odiou a mim. Se fôsseis do mundo, o mundo amaria o que é seu; ora, porque não sois do mundo, mas eu vos escolhi do mundo, por isso o mundo vos odeia. Lembrai-vos da palavra que vos disse: ‘O servo não é maior que seu senhor’. Se me perseguiram, perseguirão a vós. E se guardaram a minha palavra, guardarão também a vossa. Eles vos farão todas essas coisas por causa do meu nome, porque não conhecem aquele que me enviou”. (Jo 15, 18-21)

E então, sereis amados ou odiados pelo mundo? Você busca agradar (ou não ofender) a todos enquanto ofende a Deus? Você prefere ficar “bem na foto” para o mundo enquanto escarnece Nosso Senhor?

“Ah! Mas eu falo da boca pra fora. Não faço o que digo, só concordo para não me encherem o saco!”

Bom… Belo contratestemunho você dá, se pensa assim! Escarnece os que amam e seguem a Cristo e afaga ou dá razão aos que esculhambam Nosso Senhor ou acha “nada demais” representar Jesus como um travesti pregado na cruz ou Jesus sendo arrastado por satanás em um desfile de escola de samba.

Que Nosso Senhor nos conceda a graça de nunca O ofendermos ou sermos coniventes com sua “coroação de espinhos” ou “sangrenta flagelação amarrado numa coluna”. E, se por miséria nossa o fizermos, que possamos colocar a mão na consciência, nos arrependermos amargamente e nos corrigirmos. E, claro, procurarmos um padre para nos confessarmos, isso é essencial!

São Miguel Arcanjo, defendei-nos no combate contra os inimigos de Cristo para que possamos Suportar as Perseguições Por Cristo e Ser Verdadeiramente Feliz.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.