Dia 22 – Em Estado de Graça com Proteção e Auxílio dos Anjos de Deus

“Nós vos pedimos, ó São Miguel Arcanjo, em união com o coro dos anjos, que cuideis de nós nesta vida, e, no momento da morte, que nos assistais na hora da nossa agonia, sobretudo no instante de entregar a alma, a fim de que, vencedores do inimigo, possamos usufruir convosco da bondade divina, no paraíso. Amém!”

(Fonte: Quaresma de São Miguel Arcanjo 2020 – Ed. Paulus)

Em toda história de Salvação, Deus vem ao encontro do homem para chama-lo à Felicidade Eterna, para gozar da Felicidade Verdadeira com Ele. Deus vem para acolher o homem desde o início, inclusive quando o homem pecou e se fez inimigo de Deus, passando a vê-Lo como uma ameaça, como aquele que pode puni-lo.

Quando o homem foi criado, Deus já cuidava e fazia companhia a ele. “O Senhor Deus tomou o homem e o colocou no jardim do Éden, para cultivá-lo e guarda-lo” (Gn 2, 15), depois “o Senhor Deus disse: ‘Não é bom que o homem esteja só. Vou procurar um auxílio que lhe corresponda’.” (Gn 2, 18).

Apesar de todo cuidado e carinho de Deus para com ele, o homem (nós) o ofendemos e o desobedecemos. Mas, ainda assim, Deus vem até nós para nos manter juntos Dele:

“Quando ouviram a voz do Senhor Deus, que andava pelo jardim à brisa da tarde, o homem e a mulher esconderam-se da face do Senhor Deus, por entre as árvores do jardim. Mas o Senhor Deus chamou o homem e disse-lhe: ‘Onde estás’?” (Gn 3, 8-9).

Após cometer o ato pecaminoso, o primeiro sentimento do homem é de medo (e vergonha) e o primeiro ato é se esconder de Deus que desceu do trono ao jardim para cuidar do homem. Vendo que o homem tinha cometido o pecado (desobedecido), repreendeu-o, mas prometeu o perdão ao prometer uma mulher cuja descendência irá ferir a cabeça daquele que o tentou e levou o homem a pecar, a serpente.

“Então o Senhor Deus perguntou à mulher: ‘Por que fizeste isso’? E a mulher respondeu: ‘A serpente me enganou e eu comi’. E o Senhor Deus disse à serpente: ‘Porque fizeste isso, maldita sejas tu, entre todos os animais domésticos e todos os animais selvagens. Rastejarás sobre teu ventre e comerás pó, todos os dias de tua vida. Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e a descendência dela. Ela te ferirá a cabeça e tu lhe ferirá o calcanhar’.” (Gn 3, 13-15)

Mas as consequências do pecado permanecem e o homem precisa ser regenerado. Só que para isso é preciso que o homem restaure o seu Amor, para cumprir a Lei para permanecer na presença de Deus. Com o pecado, o homem maculou esse Amor em si mesmo e é preciso que seja purificado. Para isso, Deus vestiu o homem com sua graça e cuia dele para que não se perca eternamente, para que o não permaneça na eternidade.

Para que o mal não perdure, Deus colocou anjos (Querubins) para cuidar do local sagrado, que se o homem tivesse acesso naquele estado de pecado, se perderia eternamente junto com a serpente.

“E o Senhor Deus fez para o homem e sua mulher roupas de pele, com as quais os vestiu. Então o Senhor Deus disse: ‘O homem tornou-se um de nós, conhecedor do bem e do mal. Não estenda ele agora a mão e tome da árvore da vida, para dela comer e viver para sempre. E o Senhor Deus o expulsou do jardim do Éden, para que cultivasse o solo do qual tinha sido tirado. Tendo expulsado o homem, colocou a leste do Éden os querubins, brandindo a espada flamejante para guardar o caminho da árvore da vida”. (Gn 3, 21-24)

A partir de então, Deus sempre envia seus anjos para proteger-nos, para cuidar de nós e nos ajudar nas lutas diárias. Inclusive, a Santa Igreja Católica ensina que cada um de nós temos um Anjo da Guarda exclusivo e individual, que nos acompanha 24 horas por dia e nos protege dos perigos mais eminentes, e nos auxilia na hora da tentação, isso se desejamos verdadeiramente e com firme propósito de estar sempre na Graça de Deus.

Elias depois de fazer a vontade de Deus passou a ser perseguido e jurado de morte. O desespero foi tanto que ele se retirou para o deserto e se entregou a Deus, pedindo, inclusive, que Deus o levasse.

“Elias ficou com medo e, para salvar sua vida, partiu. Chegou a Bersabeia de Judá, e ali deixou o seu criado. Depois, adentrou o deserto, caminho de um dia. Ao chegar, sentou-se debaixo de um arbusto de zimbro, e pediu para si a morte, dizendo: ‘Agora basta, Senhor! Tira a minha vida, pois não sou melhor do que meus pais’. Deitou-se no chão e adormeceu à sombra daquele zimbro. De repente, um anjo tocou-o e disse: ‘Levanta-te e come’! Ele abriu os olhos e viu junto à sua cabeça um pão assado na pedra e um jarro de água. Comeu, bebeu e tornou a dormir. Então, o anjo do Senhor veio pela segunda vez, tocou-o e disse: ‘Levanta-te e come! Ainda tens um caminho longo a percorrer’. Elias levantou-se, comeu e bebeu e, com a força desse alimento, andou quarenta dias e quarenta noites até o monte de Deus, o Horeb”. (1Rs 19, 3-8)

Deus enviou um anjo para que Elias se alimentasse e tivesse força para chegar ao Monte do Senhor (Horeb), mas não sem antes se purificar por 40 dias e 40 noites no deserto. Cabe destacar a OBEDIÊNCIA de Elias às ordens de Deus, submetendo inteiramente a sua vontade à vontade do Altíssimo.

O mesmo aconteceu com Tobias que também jurou obediência (Tb 5,1). Mal saíra, encontrou um anjo para guia-lo (Tb 5, 5-6), pois estava apreensivo por não conhecer o caminho que teria de percorrer. Aqui podemos ver como Deus não somente nos protege, mas também nos capacita para as nossas missões, nos capacita para fazer a Sua Santíssima Vontade.

“Ele (o anjo) respondeu: ‘Posso ir com ele, pois conheço todos os caminhos. Viajei várias vezes para Média, percorri todas as suas planícies e montanhas e sei todas de todas as passagens. […] Vou acompanha-lo, não temas. Iremos são e salvos e assim voltaremos, pois o caminho é seguro’. Disse-lhe Tobit: ‘Abençoado sejas, irmão!’ Chamou então seu filho e disse-lhe: ‘Filho, prepara o necessário para a viagem e parte com o teu irmão. Deus, que está no céu, vos proteja e vos traga de volta são e salvos. Que o seu anjo vos acompanhe com saúde, meu filho’! […] [Tobit diz à mãe de Tobias] ‘Nosso filho irá são e salvo e assim retornará a nós, e os teus olhos o verão no dia em que ele voltar a ti com saúde. Não te preocupes, não tenhas medo por ele, minha irmã. Um bom anjo o acompanhará, sua viagem vai transcorrer bem e ele voltará são e salvo’. (Tb 5, 15-22)

Quem deseja verdadeiramente, com firme propósito, estar na Graça de Deus, o Altíssimo Onipotente vem em nosso socorro e cuida de nós. São muitos os perigos e as tentações que sofremos e é muito grande o risco que corremos de perecermos. Mas, Deus sempre vem ao nosso encontro para socorrer-nos, chegando ao ponto de se encarnar, se fazer homem, habitar entre nós, sofrer tudo que sofremos, passar por tudo que passamos para nos salvar.

Sim! Jesus passou por tudo por causa de nós, para nos resgatar. Ele não precisava passar por tudo isso, mas assim desejou por amor a nós, para nos mostrar o que é o Amor e nos dá o exemplo de como é possível vencermos qualquer situação com Jesus, pois Ele venceu tudo, até a morte. Ou seja, se escolhemos vencer com Cristo, teremos acesso, quem sabe, à árvore da vida, já purificados, participando da vida em Deus.

Antes, porém, precisamos passar por esse exílio devido ao pecado. Mas, Deus está conosco! Deus está com todos que o amam e fazem a Sua Santíssima Vontade. Está com todos que se colocam sob a Sua proteção buscando de forma sincera a Salvação por meio de Cristo Jesus.

“O mal não se aproximará de ti e o flagelo não chegará à tua tenda, pois a seus anjos ele mandou, a teu respeito, que te guardem em todos os teus caminhos. Eles te levarão em suas mãos, para que não tropeces com o pé nalguma pedra.” (Sl 91, 10-12)

São Miguel Arcanjo, defendei-nos no combate para que permaneçamos em Estado de Graça com Proteção e Auxílio dos Anjos de Deus.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.