O anticoncepcional e o aborto

Salve Maria!

Já compartilhei um post que reflete como o anticoncepcional ataca a dignidade do matrimônio, já que desvia a vocação dos cônjuges de refletir o amor fecundo de Deus. Hoje, porém, gostaria de focar noutro ponto: os anticoncepcionais podem provocar abortos! 

No vídeo abaixo, o Padre Paulo Ricardo explica como tais drogas provocam micro abortos, ao modificar a parede uterina e impedir que um embrião formado se fixe para obter alimento. Inicialmente o padre apresenta um livro do Pastor protestante Randy Alcorn, que admitia tranquilamente o uso da pílula anticoncepcional, até ser instigado a pesquisar os efeitos realmente produzidos pela droga. 

 

O vídeo também esclarece como a possibilidade de concepção aumentou com as pílulas atuais (com quantidade de hormônios muito inferior às pílulas da década de 60). Se a concepção tem mais chances de ocorrer com a pílula atual, o que então impede a gravidez? A resposta é: uma nova substância foi adicionada à pílula, substância essa que impede um embrião de fixar-se no útero materno a fim de conseguir alimento. Ou seja, o pequeno ser humano morre por falta de alimento e oxigênio. (Em “Contraceptivos Hormonais Provocam Abortos” podemos ver que três pesquisadores confirmaram isso)

Esse micro aborto pode ser encarado como uma “menstruação atrasada” por muitas mulheres. Eis aí um exemplo de como a desinformação trabalha a favor da cultura de morte. Divulguemos a outras mulheres essa realidade, para que o corpo feminino não se torne um sepulcro, mas cumpra sua vocação de ser santuário da vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *